Siga nossas Redes Sociais

Como se preparar para fazer a Quaresma de São Miguel?

12/08/2021 . Formações

A Quaresma de São Miguel Arcanjo deve ser rezada entre os dias 15 de agosto e 29 de setembro, dia dos Santos Arcanjos (exceto aos domingos, dia dedicado ao Senhor).

Para celebrar a Quaresma será necessário providenciar:

• Pequeno altar com uma imagem ou estampa de São Miguel;
• Acender uma vela benta;
• Oferecer uma penitência;
• Fazer o sinal da Cruz;
• Rezar as orações indicadas, clique aqui para baixar

Já pensou em qual penitência oferecer? Para nos orientar melhor, seguem as palavras de nosso servo fundador Padre Alexandre Paciolli, iCM:

“Na verdade todos os dias deveríamos viver esse tripé jejum-oração-caridade, pois sem ele nossa relação com Deus, o próximo e nós mesmos, fica complicada…

O jejum deve ser feito material e também em algo físico (que leve à purificação corporal, domínio da concupiscência). O verdadeiro e autêntico jejum (por amor a Deus, ao próximo e a nós mesmos), mortifica a carne, fortifica o espírito, abate a concupiscência, dispõe o coração para ser como o de Cristo (cf. São Francisco de Sales, homilia sobre o jejum).

Não caia na tentação de fazer jejum somente, por exemplo, de desânimo, palavras ruins, de tristeza, deixar de ver filmes, etc

Faça também a parte corporal, por exemplo, não comer carne segundas e quartas na quaresma, além das sextas… acordar prontamente… privação de vícios que tenho… Mas faça-o com sentido de penitência, isto é, de purificação pessoal e reparação ao Coração de Jesus e de Maria que sofre pelas nossas ofensas.

Nosso jejum deve também ser humilde, assim perde o mérito (cf. Lc 18,11-14).
Quer saber outros aspectos do jejum? Leia: Isaías 58,3-7.

Mas quero terminar sem deixar deixar claro que o jejum NÃO dá fruto se não é regado pela Misericórdia. Dizia São Pedro Crisólogo: “o que é a chuva para a terra, assim é a misericórdia para o jejum”. Então, mãos a obra! Jejum físico e espiritual, oração e praticar obras de misericórdia corporais e espirituais.”

Outro ponto importante a esclarecer é a diferença entre abstinência e jejum. Veja o que diz o Código e Direito Canônico:

Cân. 1251 — Guarde-se a abstinência de carne ou de outro alimento segundo as determinações da Conferência episcopal, todas as sextas-feiras do ano, a não ser que coincidam com algum dia enumerado entre as solenidades; a abstinência e o jejum na quarta-feira de Cinzas e na sexta-feira da Paixão e Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Cân. 1252 — Estão obrigados à lei da abstinência os que completaram catorze anos de idade; à lei do jejum estão sujeitos todos os maiores de idade até terem começado os sessenta anos. Todavia os pastores de almas e os pais procurem que, mesmo aqueles que, por motivo de idade menor não estão obrigados à lei da abstinência e do jejum, sejam formados no sentido genuíno da penitência.

Como vê, a Igreja distingue entre jejum e abstinência.

Como bem ensina nosso servo fundador: “Abstinência é deixar de fazer ou comer algo concreto. Jejum é o não comer ou beber durante um período concreto. O correto é “estou fazendo jejum hoje, fazendo abstinência de carne”. Na verdade o jejum e abstinência são formas de penitência, que é também é uma virtude: uma disposição moral que inclina o pecador a destruir e reparar os seus próprios pecados por constituírem ofensas a Deus. “Fazei penitência, porque está próximo o Reino dos céus” (Mt 4,17). Rejeitar a penitência, dentro dela o jejum e a abstinência é rejeitar a pregação de Cristo desde o princípio.”

Agora é como você, qual penitência você entregará ao Senhor?

Acompanhe no instagram da Comunidade Olhar Misericordioso (@olhar_misericordioso), a partir do dia 15 de agosto, diariamente as 15:00h será rezada ao vivo a Quaresma de São Miguel Arcanjo direto do Vale da Misericórdia.

Una-se a nós nessa grande corrente de oração pelos sacerdotes e famílias!

Tudo por Jesus, nada sem Maria.

 

PRÓXIMOS EVENTOS

Curados para amar – A palavra tem poder OUVIR TODOS