Siga nossas Redes Sociais

O carmelo e a espiritualidade olhar misericordioso

22/07/2021 . Formações

Em Maria e com Maria Santíssima nos alegramos no dia de hoje. Ainda mais porque a Olhar Misericordioso, a nossa espiritualidade, tem muita ligação com o Carmelo. Por que?

Porque esse servo foi sempre levado a aprofundar desde seminarista os escritos de Santa Teresa de Jesus, São João da Cruz; a Santa Teresinha devo muito a fundação da Comunidade, ela é nossa co-padroeira, seus pais nossos padroeiros. A fundação do Vale da Misericórdia Resende foi no dia de Santa Teresinha; ganhamos um eremitério dedicado a Santo Elias e Nossa Senhora do Carmo; fundamos o novo Vale da Misericórdia Nova Friburgo no dia de Santos Luis e Zélia Martin; nosso seminário está ao lado da Basílica de Santa Teresinha; o hábito da comunidade de vida tem um escapulário…

São muitos sinais de Deus de que a nossa espiritualidade está ligada à carmelitana, inclusive no modo mais contemplativo de sermos.

Temos uma espiritualidade própria, da Olhar Misericordioso, mas louvamos e bendizemos a Deus pela espiritualidade carmelitana que nos ilumina.

Devemos também a fundação da Comunidade a uma santa carmelita descalça Santa Myriam de Jesus Crucificado, que no início da Olhar Misericordioso se nos foi apresentada.

Hoje é dia, portanto, de alegrar-nos! Viva Nossa Senhora do Carmo!

Em torno aos 1200 dC um grupo de cristãos se uniram no Monte Carmelo (Terra Santa), seguindo o exemplo de Elias, buscando a solidão e a oração. Eles tinham a Mãe de Deus como Virgem do Carmelo.

Quando os Cruzados chegaram à Terra Santa nesse período encontram vivendo no Monte Carmelo essa colônia de eremitas.

Assim, com o passar dos anos, esses eremitas que estavam no Monte Carmelo sentiram a necessidade de se organizarem e de criar uma regra para sua convivência.

Em torno do 1209dC São Brocardo recebeu de São Alberto a regra de vida da ordem. Seria uma aprovação local (diocesana).

Os muçulmanos invadiram a Terra Santa e vários eremitas no Monte Carmelo, alguns ajudados pelos cruzados, começaram a regressar aos seus países de origem na Europa.

Pelo ano 1222, dois cruzados ingleses levaram para a Inglaterra alguns daqueles eremitas que habitavam o Monte Carmelo. Simão Stock que vivia no interior daquele país, era um homem de oração, austero e penitente, assim que soube se uniu a eles. Foi de fato a Simão Stock (*) que Nossa Senhora do Carmo se apareceu na Inglaterra em 1251; Ela lhe disse as seguintes palavras, reveladas pelo próprio Simão a seu confessor:

“Recebe, diletíssimo filho, este escapulário de tua Ordem como sinal distintivo e a marca do privilégio que eu obtive para ti e para todos os filhos do Carmelo; é um sinal de salvação, uma salvaguarda nos perigos, aliança de paz e de uma proteção sempiterna. Quem morrer revestido com ele será preservado do fogo eterno”.

Essa aparição ocorreu num momento dramático dos carmelitas. No 1251, vários inimigos da ordem tentaram impedir que ela fosse reconhecida oficialmente.

A perseguição contra os carmelitas chegou a ficar dramática e a ordem corria risco de ser vetada pela Igreja.

A Regra do Carmo foi sistematizada e proposta por Santo Alberto, Patriarca de Jerusalém, e aprovada pelo Papa Honório III no 30 de janeiro de 1226.

Em 1291 com a queda de São Joao de Acre (evento que marcou o final das cruzadas: perda da cidade de Acre para os muçulmanos), o antigo mosteiro no Monte Carmelo foi destruído e os monges carmelitas assassinados.

Por isso o Monte Carmelo também é chamado vale dos mártires.

A ordem carmelitana ficou mais de dois séculos sem presença na Terra Santa, mas cresceu e se espalhou por outros muitos países.

O mosteiro atual no Monte Carmelo é do 1827.

No século XVI, na Espanha, houve uma renovação liderada por Santa Teresa d’Ávila e São João da Cruz para retomar a radicalidade na vivência do carisma que tinha sido perdida.

Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós!

Minha bênção! TPJNSM! Seu servo fundador, Pe. Alexandre Paciolli, iCM

(*) Stock não era um sobrenome de Simão, mas um apelido, pois ele parece que vivia num tronco de uma árvore.

Curados para amar – A palavra tem poder OUVIR TODOS