Siga nossas Redes Sociais

O valor da verdadeira amizade

17/06/2021 . Formações

Baseada na Imitação de Cristo, livro 1, cap. 8

Deus ama a todos, mas podemos nós, pelos nossos atos, fazer Deus sorrir ou chorar. Muitas vezes, como São Paulo dizia: “Não faço o bem que desejo, mas o mal que não quero” (Rm 7,19); isso ocorre pelas nossas fraquezas próprias de nossa humanidade. Porém devemos evitar expor-nos ao máximo aos perigos que nos levam ao pecado: “Pois o espírito está pronto, mas a carne é fraca” (Mc 14,38).

Fazemos Deus sorrir especialmente quando O adoramos em espírito e verdade e quando nos amamos uns aos outros: “Dou-vos um novo mandamento: Amai-vos uns aos outros. Como eu vos tenho amado, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros. Nisso todos conhe­cerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros” (Jo 13,34-35).

Amar a todos, sem exceção, especialmente os que ninguém quer amar, ou àqueles que nos fizeram algum mal ou são nossos inimigos. Assim é a Misericórdia de Deus! “Amai os vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam, abençoai os que vos maldizem e orai pelos que vos injuriam” (Lucas 6, 27-28).

Observe bem em João 13,35: “todos conhecerão…”. Sim, os demais devem nos reconhecer como cristãos se nos amamos uns aos outros. “Rogo-vos, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que todos estejais em pleno acordo e que não haja entre vós divisões. Vivei em boa harmonia, no mesmo espírito e no mesmo sentimento” (1 Cor 1,10).

Interessante que São Paulo trata a todos de “irmãos” àqueles que recebem suas cartas. E São João fala: “Nisto temos conhecido o amor: Jesus deu sua vida por nós. Também nós outros devemos dar a nossa vida pelos nossos irmãos. Quem possuir bens deste mundo e vir o seu irmão sofrer necessidade, mas lhe fechar o seu coração, como pode estar nele o amor de Deus?” (1 Jo 3,16-17). E também diz: “Quem odeia seu irmão é um assassino” (1 Jo 3,15).

Exatamente para ajudar-nos na perseverança, para nos fortalecer no amor, Deus nos deu a graça de ter irmãos na fé católica, e especialmente numa nova Comunidade na qual podemos adorar, celebrar, louvar e bendizer a Deus juntos. Nos apoiamos mutuamente, nos fortalecemos, choramos juntos, servimos ao próximo juntos… uma verdadeira benção!

Usamos com frequência a forma de falar: “amiga… amigo…”, mas quando eu vejo um membro da Olhar Misericordioso tenho que ter presente que ele/ela é muito mais que um amigo ou amiga! É um irmão, irmã no qual posso confiar.

Sabemos que a amizade é um dom gratuito, inesperado e imerecido. Muito mais essa fraternidade em Cristo e Maria! É certo que na nossa linguagem humana usamos o termo “amigo”. Nossos primeiros amigos deveriam ser aqueles que temos na fraternidade natural: irmãos de sangue! Mas depois, nossos melhores amigos deveriam estar nessa fraternidade criada pelo Sangue de Jesus e de Maria que é a fé católica; mas de modo especial aplicado a nós na Comunidade, família, Olhar Misericordioso.

Leia agora Eclesiástico 6,14-17, e observe o versículo 16 e 17: “Um amigo fiel é uma poderosa proteção: quem o achou, descobriu um tesouro. Nada é comparável a um amigo fiel, o ouro e a prata não merecem ser postos em paralelo com a sinceridade de sua fé. Um amigo fiel é um remédio de vida e imortalidade; quem teme o Senhor, achará esse amigo. Quem teme o Senhor terá também uma excelente amizade, pois seu amigo lhe será semelhante.”

Isso nos leva a essa frase de Santa Catarina de Sena: “A amizade cuja fonte é Deus, nunca se esgota”.

Na Olhar Misericordioso todos deveriam ser nossos amigos ou amigas, sem distinção, pois somos mais que isso, somos irmãos e irmãs no Sangue de Jesus e de Maria.

Vou me atrever a dizer algo aqui: nossos melhores amigos deveriam estar dentro da família de sangue e, logo em seguida, nessa família no Sangue de Cristo e Maria que é a Olhar Misericordioso. Como diz a música: “Amigo é coisa para se guardar no lado esquerdo do peito”, muito mais nós temos o compromisso de amor para com Cristo que se esconde em cada um dos nossos irmãos e irmãos nessa linda família da Olhar Misericordioso, vide a segunda coluna da nossa espiritualidade.

Não estou querendo aqui dizer que você não possa ou não tenha amigos fora da Comunidade, mas eles especialmente deveriam ser encontrados, depois da família de sangue, na família Olhar Misericordioso. Deus quer de nós, na unidade, a sincera e fraterna vivência da expressão “vede como se amam”.

Amigo, amiga, é aquele que faz sempre as nossas vontades? Não! Pelo contrário, um verdadeiro amigo sabe corrigir, dizer “não faça isso, não é conveniente ou prudente isso ou aquilo”. Podemos com muita facilidade errar e precisamos de nossos irmãos para nos alertar.

Um irmão ou irmã em Cristo conversa com todos os seus outros irmãos, com todos tem uma amizade em Cristo e Maria: amizade de pureza, de cumplicidade, de entrega, de não falar mal, de sair do julgamento para o amor, de saber escutar e aconselhar, de saber perdoar e ser perdoado, de dar a vida um pelo outro… (cf. Jo 15,13). Nesse versículo, onde Jesus usa o dar a vida, nos leva a um verdadeiro compromisso com o nosso irmão, que pode ser resumido no que Pedro diz em At 10,38: “Ele (Jesus) passou fazendo o bem”. Dar a vida significa, portanto, assumir as mesmas atitudes de Jesus, imitá-Lo, no seu dirigir-se às pessoas, no trato com o próximo.

É certo, porém, que não nos abrimos com todos, mas somente com alguns irmãos na Comunidade, isso para manter a discrição sobre nossa alma; porém, se como São Paulo nos orienta a não termos acepção de pessoas, muito mais dentro da Comunidade Olhar Misericordioso onde somos uma família no Sangue de Jesus. Não porque nos abrimos mais com uns irmãos, que os outros não serão nossos amigos; na verdade muito mais que amigos, são irmãos.

Não temos somente uma pessoa ao nosso lado na Comunidade Olhar Misericordioso, é seu irmão ou irmã!

Insisto muito nisso: somos uma família! Isso mesmo, somos uma família no Sangue de Jesus e de Maria! E se assim o somos, devemos ser verdadeiramente irmãos uns dos outros.

Apoie seu irmão, ajude seu irmão especialmente a que? A ir ao Céu! Essa é nossa meta! Ajudemo-nos mutuamente a isso!

Como é linda a nossa família Olhar Misericordioso! “Obrigado, Jesus! Obrigado, Virgem Maria!”

Minha benção! Tudo por Jesus nada sem Maria! Seu servo fundador em Cristo e Maria, Pe. Alexandre Paciolli, iCM

Curados para amar – A palavra tem poder OUVIR TODOS