Siga nossas Redes Sociais

São Padre Pio e a Comunidade Olhar Misericordioso

22/09/2021 . Formações

Padre Pio é padroeiro da Comunidade Olhar Misericordioso no cuidado aos sacerdotes. O Diretório da comunidade ensina que “o sacerdote é um dom do Coração de Jesus e n’Ele tem a origem da sua vocação”. Os membros da Olhar Misericordioso, devemos cuidar, servir e defender os sacerdotes e todos aqueles que recebem o sacramento da Ordem e para isso contamos com a especial intercessão de São Padre Pio.

OBEDIÊNCIA

Dizia São Padre Pio que “onde não há obediência, não há virtude”. Inspirados na espiritualidade e no modo de vida de seu padroeiro, os membros consagrados na comunidade são chamados a viver a obediência ao Papa, aos bispos em comunhão com ele, às autoridades na Igreja, no lar e na Comunidade, aos estatutos e Diretório, além de caminhar em obediência com a autêntica Tradição e Magistério da Igreja Católica Apostólica Romana, estimando e promovendo suas leis, tudo motivados pela fé e pelo amor.

Conta um fato verídico que certo dia um médico de Chicago queria ver as chagas de um padre com fama de santidade na Itália: trinta horas de trem pelos Estados Unidos, dez dias de viagem pelo mar, mais várias horas de trem pela Itália… Não pôde ver nada, pois o capuchinho tinha recebido da Santa Sé a indicação de não mostrar as chagas, levando sempre umas luvas que lhe deixavam livre somente os dedos. Quando esse médico chegou novamente aos EUA contou: “Não vi os estigmas. O padre me disse com naturalidade ‘que pena que fez essa longa viagem, mas compreenderá que eu, como religioso tenho que obedecer’. Isso me causou mais forte impressão que ver os estigmas”. Esse frei é nosso padroeiro, São Pe. Pio!

EXEMPLO DE SACERDOTE

“Olhai a fama que alcançou, quantos devotos do mundo inteiro se reúnem ao seu redor! Mas porquê? Por ser talvez um filósofo? Por ser um sábio? Por ter muitos meios à sua disposição? Não! Porque celebrava a Missa humildemente, confessava de manhã até à noite e era – como dizê-lo?! – a imagem impressa dos estigmas de nosso Senhor. Era um homem de oração e de sofrimento”. (Papa Paulo VI, 20/02/1971). De fato sua vida, que foi um incessante combate espiritual, esteve marcada sempre pelas armas da oração, e centrada na Confissão e na Missa. A Santa Missa era o centro e a fonte de toda a sua espiritualidade. Os fiéis que se aglomeravam em redor do seu Altar, sentiam-se profundamente atingidos pela intensidade da sua “imersão” no Mistério e sentiam que “o Padre” participava em primeira pessoa nos sofrimentos do Redentor. “Ele ensina os sacerdotes a fazerem-se instrumentos dóceis e generosos da graça divina, que cura as pessoas na raiz dos seus males, restituindo-lhes a paz do coração. O altar e  o confessionário foram os dois polos da sua vida: a intensidade carismática com que celebrava os divinos Mistérios é mais do que nunca testemunho salutar, para demover os presbíteros da tentação da rotina e os ajudar a redescobrir, dia após dia, o inexaurível tesouro de renovação espiritual, moral e social posto nas suas mãos.” (São João Paulo II).

EXEMPLO DE MISERICÓRDIA

Padre Pio exercera a Misericórdia também por obras, das quais se destacam os lares queridos em San Giovanni Rotondo, o Instituto de formação dos Terciários de Nossa Senhora das Dores, os Grupos de Oração e a primeira de todas, a “Casa Alívio do Sofrimento” um grande hospital que se tornou referência em toda a Europa. Ideado e querido por ele como hospital para os doentes pobres, foi dotado dos mais avançados instrumentos científicos e tecnológicos para que fosse lugar de autêntico acolhimento, de amoroso respeito e de eficaz terapia para toda a pessoa que sofre.

AUTÊNTICA DEVOÇÃO A MARIA

A fidelidade do Padre Pio à Virgem Maria se expressou durante toda a sua vida, em gestos e palavras. Ele rezava o rosário de 15 mistérios até 35 vezes por dia e um de seus conselhos aos católicos era: “Amar Nossa Senhora e rezar o rosário, porque o rosário é a arma contra os males do mundo. O Santo Rosário é a arma daqueles que querem vencer todas as batalhas. Invoquemos sempre o auxílio de Nossa Senhora!” (Fonte Aleteia).

Tudo por Jesus, nada sem Maria.

Leia mais:

Curados para amar – A palavra tem poder OUVIR TODOS